Facebook Google

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Como evitar que sua mensagem por e-mail vá para o spam do seu cliente

Como evitar que sua mensagem por e-mail vá para o spam do seu cliente
By Equipe CEDRUS - 08/08/2019

Uma das formas mais eficazes e baratas de cobrança é o e-mail. Simples, fácil, praticamente sem custo para envio, fica registrada a tentativa de contato e tem menos chances de constranger o cliente devedor ao cobrá-lo por este meio. Contudo, se o e-mail não for bem pensado, escrito e enviado de forma correta, o tiro sai pela culatra e sua mensagem fica esquecida na caixa de spam do seu cliente. A dívida aumenta e você perdeu uma valiosa forma de contato com o seu cliente. 

Por isso, hoje vamos falar sobre algumas práticas para que seus e-mails tenham mais assertividade no envio e aumente as chances de seu cliente receber e abrir a mensagem.


1. Lista de contatos atualizada e proprietária


Para que a entregabilidade dos seus e-mails seja cada vez melhor é importante que o seu mailing tenha sido coletado por você (ou pela sua empresa) e que essa coleta tenha sido transparente, ou seja, que o cliente/devedor tenha sido avisado que poderia receber contato pelo e-mail informado.

Quando as pessoas recebem muitos e-mails com propagandas e promoções, eles possuem a opção de clicar em um link no final da mensagem que diz “sair da lista”, ou mesmo sinalizar a mensagem como “spam” em sua caixa de entrada. Isso faz a reputação de quem dispara esse e-mail cair perante aos provedores do e-mail, comprometendo o envio de futuras mensagens, inclusive as de cobrança.


2.  Cuidado com as palavras e com o assunto do seu e-mail


Por mais que os serviços de envio de mensagem liberem letras maiúsculas, pontuação e caracteres infinitos no assunto dos e-mails, usar todos estes recursos não é uma boa prática para o envio de e-mails. Os assuntos devem ser sucintos e não possuir palavras apelativas como “compre”, “grátis”, “sua empresa”, “$$$”, "Aproveite", "Preços / Valores”, muitos pontos de exclamação e interrogação. 

Mesmo no corpo do e-mail -  e neste caso e-mails feitos em HTML e equilibrando a quantidade de texto e imagens  - as palavras devem ser bem pensadas. Muitos pedidos de “clique”, “encaminhe”, “assine”, etc, fazem o provedor do destinatário “protegê-lo” do seu e-mail, achando que se trata de um potencial spam, mesmo que sua mensagem de fato seja muito importante: a regulação de uma pendência financeira.

Portanto, tome muito cuidado com as palavras usadas no assunto e no corpo do email.


3. Configure sua identidade no disparador de e-mails escolhido


Seja o CEDRUS ou qualquer outra ferramenta para disparo de e-mails, é importante que o remetente das mensagens (seunome@suaempresa.com.br) seja um endereço válido. Existe uma tecnologia chamada Sender Policy Framework, ou somente SPF, que visa combater o envio não autorizado de mensagens em nome de um determinado domínio. O SPF cruza as informações de domínio, IP e provedor do destinatário para ter certeza de que este envio é da sua empresa mesmo.

Agora que você já sabe como deixar seus e-mails menos spammers, vamos entender a diferença entre enviar os e-mails pelo CEDRUS ou pelo seu provedor de e-mails normal.


Enviando pelo servidor da RDZ (detentora do CEDRUS), com o endereço de e-mail da sua empresa Separar condomínio por analista


Para usar o servidor da RDZ basta configurar o remetente e o destinatário dentro do sistema. Esse formato é mais fácil, pois os clientes do CEDRUS não precisam fornecer mais informações técnicas do que isso para enviar suas mensagens.

Além disso, o servidor da RDZ não tem limites para o envio de e-mails por dia, como alguns servidores do mercado.

Porém, ao utilizar nosso servidor, o cliente não fica com uma cópia da mensagem em sua caixa de saída, como aconteceria se ele tivesse enviado pelo seu Outlook, por exemplo. Isso acontece porque a RDZ não tem acesso a essa caixa de e-mails, ela é apenas a mensageira.







Enviando e-mails por meio do servidor da sua empresa 


Assim como na modalidade anterior, enviar os e-mails de cobrança direto do CEDRUS é um diferencial de nosso sistema, que vincula o disparo de e-mails à régua de cobrança, aumentando a agilidade e assertividade da operação. 

Para usar seu próprio servidor é necessário fazer um cadastro um pouco mais completo no CEDRUS, com as informações referente a Servidor SMTP, Porta, e-mail, senha e protocolo de segurança (da mesma forma que é feito no Outlook). 

Neste modelo, os e-mails enviados pela nossa ferramenta ficam registrados também na sua caixa de saída, mas lembre-se que se o seu servidor (UOL, Google, Locaweb, Kinghost, Hostgator, etc) pode limitar a quantidade de e-mails enviados por dia e seus envios ultrapassar este número, é possível que as mensagens excedentes não sejam enviadas e sua conta fique bloqueada.



Agora você já sabe algumas estratégias que vão te ajudar a evitar que seus e-mails de cobrança fiquem presos na caixa de spam. Se quiser saber ainda mais, confira os links a seguir.

Até a próxima!


_______

Uolhost lista palavras que devem ser evitadas em e-mails
https://uolhost.uol.com.br/ajuda/content/quais-sao-as-expressoes-que-devem-ser-evitadas-para-que-uma-mensagem-de-e-mail-marketing-nao-seja-pontuada-como-spam

Este infográfico testa se a sua lista de e-mails é segura para o envio de mensagens por sua empresa
http://bo.e-goi.com/images/infographics/spammer-infographic.gif


Sistema de Cobrança


0 comentários:


Copyright © RDZ Sistemas - Sistema de Cobrança
Bloggertheme9