Facebook Google

segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Como definir metas factíveis?

Como definir metas factíveis?


By Equipe CEDRUS - 29/11/2021

Você sabe a diferença entre meta e objetivo? Vamos refletir com um exemplo: seu objetivo é crescer seu negócio. É para isso que você acorda todas as manhãs e trabalha na sua ideia, ou, é contratado/a para trabalhar pelas ideias de outra pessoa - recebendo por isso, claro. Mas, como saber quando você alcançou seu objetivo? Como medir que você chegou lá? 

Você precisa de um marco. Um número. Ou melhor, você precisa de dois: quando e quanto. Você quer crescer seu faturamento em 30% em até cinco anos. Você quer dobrar sua equipe em até 15 meses. Você quer possuir uma empresa com valor de mercado de R$10 milhões em 10 anos

Metas são objetivos quantificados. Elas são compostas observando onde estamos e projetando onde queremos chegar. Por isso são necessárias três informações básicas: objetivo (faturar mais), número (20% a mais) e prazo (neste trimestre). 

Alguns/mas empreendedores/as aprendem a duras penas que metas sem prazo são eternas, dificilmente serão alcançadas. Isso porque parte do engajamento está justamente em trabalhar "contra o relógio" e com foco em atingir aquele patamar estimado, no prazo estipulado. 

Mas, agora que sabemos diferenciar sonhos, objetivos e metas. Como fazer esse planejamento? Como traçar metas factíveis em nossas empresas? Vamos listar aqui alguns passos que são o caminho das pedras para traçar metas realizáveis de acordo com sua realidade. 

Essas dicas foram dadas pelo Caio Firmino, Especialista em Gestão de Pequenas Empresas e  Sócio do Meu Gestor, em nosso canal do Youtube. Você pode assisti-lo aqui também. 

Como traçar metas de acordo com a sua realidade:

    1. Comece pela Análise Histórica, quantidade de vendas no passado, ciclo financeiro num período definido (último trimestre, último ano, mesmo período do ano passado, etc). 

    2. Depois, invista tempo e energia em uma Análise de Referências Teóricas, ou seja: livros, artigos científicos, relatórios setoriais. Seu foco é saber o quanto o mercado está crescendo atualmente. Por exemplo, o setor de varejo cresceu 12% e no mesmo período sua loja cresceu somente 2%. Você precisa correr atrás do prejuízo. 

    3. Olhe a grama do vizinho sim! Isso quer dizer: faça uma análise da concorrência, seja perguntando, acompanhando fóruns setoriais, em matérias na imprensa ou até mesmo estudos de caso acadêmicos e cases em blogs e sites. 

    4. Agora, dê um passo atrás e se lembre do porquê você começou. Isso significa relembrar seus objetivos, ou, os objetivos dos sócios e sócias da empresa. Onde se quer chegar? Cuidado aqui para não acabar escrevendo metas descoladas da realidade!

    5. Observe seus clientes e busque atender suas necessidades. Prestar um serviço de excelência pode ser uma meta muito boa, que engaja e faz a diferença na saúde financeira de sua empresa. Mas, ela precisa de números. Então, pergunte ao seu cliente: quanto tempo você quer/aceita esperar para ser atendido? Qual o valor médio que você pagaria por esse produto que eu vendo? 

    6. Na hora de escrever sua meta - e elas precisam ser escritas e serem comunicadas para todo mundo remar para o mesmo lado - considere o seguinte esquema: 

    • OBJETIVO
    • VALOR
    • PRAZO
    • RESPONSÁVEL

Como dizem os antigos, "cachorro que tem dois donos morre de fome". Pense nisso na hora de definir metas e definir responsáveis por cada uma, nem que seja só para acompanhar e perguntar para o time, operacionalmente responsável pela ação, o status dela.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a definição de metas para sua empresa, ou a empresa onde você trabalha. 



Sistema de Cobrança

0 comentários:


Copyright © RDZ Sistemas - Sistema de Cobrança
Bloggertheme9